EDUCAÇÃO Pais do colégio Marista impedem construção de casa de recuperação

25 de maio de 2019, às 14:07

Os pais de alunos do colégio Marista Patamares denunciaram uma construção de casa de recuperação e ressocialização para dependentes químicos e moradores em situação de rua. Segundo o BNews, os denunciantes temem pela insegurança no local e iniciaram uma mobilização pelas redes sociais para que a unidade não seja construída.

A mobilização teve o apoio do presidente da Câmara de Vereadores de Salvador, Geraldo Junior  que solicitou a prefeitura de Salvador, através do secretário de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre), Leo Prates, para que a implantação não ocorra.

Contudo, o secretário da pasta informou que a unidade é para pessoas em situação de rua e as que seriam abrigadas não correspondem a riscos contra a sociedades.

Ainda conforme o BNews, Léo Prates afirmou que durante uma reunião a direção da Aspec foi elucidado as solicitações dos moradores e como o objetivo do projeto é elevar a autoestima dessas pessoas perceberam que o local se tornaria um ambiente hostil para essas pessoas. “Agora a Aspec já está negociando com o dono do espaço”.

Comentarios