Entretenimento Lumena Aleluia deixa o Big Brother Brasil com 61,31% dos votos

03 de março de 2021, às 10:06

A baiana Lumena Aleluia chegou ao fim do seu itinerário no Big Brother Brasil e colocou um ponto final em sua jornada na última terça-feira (2), ao ser a 5ª eliminada do reality show com 61,31% dos votos do público em um paredão contra Arthur (1,62%) e Projota (37,07%).

A psicóloga, que integrou o apelidado “gabinete do ódio” ao lado de Karol Conká, Nego Di e Projota, deixou o programa com um índice baixo de rejeição comparado aos colegas que saíram antes dela, Conká com 99,17% e Nego Di com 98,76%.

Durante o discurso de eliminação, Tiago Leifert deu um toque na DJ, afirmando que a militância e o posicionamento forte sobre questões raciais e identitárias acabaram contribuindo para a saída dela.

“Imagina se existisse um jogador que na primeira oportunidade solta uma bomba diplomática (…) se a sua primeira opção é sempre apertar o botão vermelho, isso é ser imbatível, não é ganhar discussões, não da pra jogar, é antijogo. (…) Se você veio pra dançar, dança. Você deveria ter dançado. Quem sai hoje é Lumena”.

Fora do jogo, Lumena foi a participante do grupo Pipoca que menos ganhou seguidores nas redes sociais. A baiana, que na primeira semana de confinamento havia batido 200 mil seguidores, perdeu a legião em 50 mil fãs e só veio reconquistar o número na madrugada desta quarta (3).

A DJ ainda terá que lutar contra algumas acusações feitas contra ela, como a de “racismo reverso”, no qual foi registrado uma notícia-crime pelo deputado estadual Anderson Moraes (PSL), o vereador Thammy Miranda também afirmou que processaria a baiana. Além de ter sido acusada de intolerância religiosa.

Lumena, que tem 17 denúncias registradas no Ministério Público, também foi ameaçada de ter o registro profissional como psicóloga, cancelado, mesmo sem ele estar ativo, já que a baiana se dedicava a área acadêmica, de pesquisa.

Comentarios