Polícia Família desiste de doar órgãos do policial federal morto na Pituba

Redação Liderança News/ Manuela Bispo

26 de setembro de 2015, às 12:58

Foto: reprodução

Foto: reprodução

O policial rodoviário federal de Porto Velho, Marcelo Caribé de Carvalho, 28 anos, não resistiu aos ferimentos e acaba de falecer, às 22h, no Hospital da Bahia, em Salvador. Com exclusividade o Liderança News confirmou a informação. Os familiares do policial rodoviário desistiram de doar os órgãos do jovem. A informação tinha sido divulgada juntamente com boletim médico pelo Hospital da Bahia, onde foi constatada a morte encefálica do paciente na noite desta sexta-feira (26).

A família chegou até a manter contato com a Central de Transplantes do Estado para o procedimento de doação de órgãos. Porém, desistiram da doação. O sepultamento do policial será realizado na tarde deste sábado (26), no cemitério Jardim da Saudade.

 

Veja o novo boletim

Após a confirmação da morte encefálica do policial rodoviário federal Marcelo Caribé Carvalho, 28 anos, o Hospital da Bahia esclarece que a família que havia mantido contato com a Central de Transplantes do Estado desistiu de fazer a doação dos órgãos do paciente. O corpo será encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML).O policial rodoviário federal Marcelo Caribé Carvalho deu entrada na emergência do Hospital da Bahia na quinta-feira, dia 24, com um tiro no crânio. Após os procedimentos emergenciais, foi submetido a uma neurocirurgia e encaminhado para a UTI Neurológica, mas não resistiu ao ferimento.

Comentarios