Brasil Estratégia de Bolsonaro para escolha de partido desagrada aliados

25 de julho de 2021, às 13:31

A condução feita pelo presidente Jair Bolsonaro do processo de escolha do partido que vai abrigá-lo para tentar a reeleição em 2022 tem desagradado deputados aliados, de acordo com informações da coluna Painel, da Folha de S. Paulo.

A estratégia de dar ao filho e senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) a responsabilidade de gerir essa mudança, enquanto exclui da discussão fiéis apoiadores, não está sendo bem vista.

Depois de ver frustrar o plano de ir para o Patriota, Bolsonaro tem ainda cinco opções consideradas viáveis, além do PP: PSC, PTC, PMB, DC e PTB.

Comentarios