Salvador Educação: Professor ensina Matemática com cartolina e sementes

Redação Liderança News

05 de outubro de 2015, às 16:00

professor

Foto: divulgação

 

O professor de Matemática, Eduardo Menezes de Souza Amarante, do Colégio Polivalente do Cabula, da rede estadual de ensino, em Salvador, encontrou uma forma divertida e atrativa para os alunos aprenderem os conteúdos da disciplina. Por meio de jogos confeccionados com materiais reutilizáveis, os alunos da 5ª e 7ª séries melhoram suas notas e passaram a enxergar a disciplina com outros olhos.

Eduardo Amarante trabalha na unidade de ensino desde 2012 e, ao perceber as dificuldades de alguns estudantes, resolveu pesquisar sobre jogos matemáticos e os aplicou em suas turmas. “Estes jogos comprovam que é possível aprender Matemática brincando”. No jogo das operações, construído apenas com cartolina e sementes de feijão e milho, os alunos são estimulados a usar o raciocínio lógico para resolver problemas via cálculo mental. Em outro jogo, assuntos mais complexos, como álgebra, são aprendidos de forma leve e descontraída.

“Uso os jogos para fazer com que o aluno se interesse mais pela Matemática, tornando a aula divertida e não um bicho papão como muitos a veem”, destaca o professor, enfatizando que depois de utilizar os jogos como ferramenta pedagógica, houve uma melhora significativa no aprendizado e na interação entre os alunos.

Este é o caso de Luane Costa, 17 anos, 8ª série. Ela diz que não gostava da disciplina e tinha uma certa resistência. “Tive a oportunidade de ser aluna dele no ano passado, na 7ª série, e isso mudou a minha vida porque minha média subiu de três para oito”. Sua colega Andressa Santana, 15, afirma que, além de ser professor, ele é amigo dos seus alunos. “Suas aulas são sempre divertidas porque ele interage com a turma. Quando a gente menos esperava, já estávamos sabendo o assunto”.

Segundo a diretora Lúcia Ferreira, o professor Eduardo Amarante, que também leciona Física no colégio, tem representado um diferencial para a aprendizagem dos estudantes. “As aulas dele são prazerosas e motivadoras porque ele trabalha de acordo com as necessidades do aluno. Esses jogos estão apresentando resultados positivos e que só têm a contribuir para o bom desempenho dos estudantes”. O vídeo com mais detalhes sobre o trabalho desenvolvido pelo professor está disponível na página especial no Portal da Educação.

Comentarios