Bahia Após farpas com Rui, Bolsonaro não solicita apoio da PM para inauguração na Bahia

29 de julho de 2020, às 20:05

O Comandante Geral da Polícia Militar da Bahia, Anselmo Brandão, afirmou ao BNews que a corporação não foi solicitada para fazer a segurança do presidente Jair Bolsonaro na Bahia, nesta quinta-feira (30). “Quem está a frente disso é o Exército. Estamos prontos para dar total apoio se formos solicitados”, declarou para a reportagem. “Isso é rotina”.

A dúvida sobre a segurança de Bolsonaro no estado surge um ano depois da polêmica visita do presidente em Vitória da Conquista para a inauguração do Aeroporto Glauber Rocha, em julho de 2019. Na ocasião, o governador Rui Costa (PT) não autorizou que a PM-BA participasse da segurança do evento.

Bolsonaro, por sua vez, criticou a decisão no Twitter. “Estou de partida para Vitória da Conquista para inauguração de aeroporto. Lamentável a decisão do governador da Bahia que não autorizou a presença da Polícia Militar para a nossa segurança. Pior ainda, passou a responsabilidade de tal negativa ao seu Comandante Geral”, escreveu.

Em resposta ao presidente, Rui disse que “quem é impopular e tem medo de ir às ruas, fica em seu gabinete”. “Se o evento é exclusivamente federal, as forças federais cuidem da segurança do presidente. Eu não posso colocar PM para entrar em conflito com as pessoas que querem ver o aeroporto”, declarou.

Desta vez, o presidente estará no evento de “Inauguração do Sistema de Abastecimento de Água” que capta água do Rio São Francisco, no município de Campo Alegre de Lourdes. Um avião presidencial com aliados do gestor sairá de Brasília pela manhã rumo ao estado.

Comentarios