Salvador Após ato racista com vendedor mulher sai escoltada do shopping Barra

Redação Liderança News/ Manuela Bispo

29 de setembro de 2015, às 23:17

Fonte: TuriShop

Fonte: TuriShop

Um caso de racismo chamou a atenção de quem estava no Shopping Barra, na noite desta  terça-feira (29). Uma mulher se recusou a ser atendida por vendedores negros e os chamou de macacos. Um dos seguranças do shopping, ao perceber a situação, chamou a polícia.

“Ela disse para um vendedor negro da Fast Shop que ele deveria ser motorista de traficante”, relatou o leitor. Uma confusão foi formada e ela se refugiou em uma loja de roupas. Mesmo com a chegada da polícia, ela se recusou a sair da loja por temer uma agressão por parte da população. Depois de ser convencida a sair pelos policiais, ela saiu escoltada da loja debaixo de muita gritaria por parte dos clientes e foi levada para a Central de Atendimento ao Cliente (CAC). Um grupo de pessoas seguiu a mulher até a porta da central.

Segundo informações, a autora do ato racista é uma policial civil afastada por problemas de saúde.

 

Foto: reprodução/ Rafael Mota

Foto: reprodução/ Rafael Mota

 

Foto: reprodução

Foto: reprodução

 

Comentarios