SAMU: 192 | Bombeiros: 193 | Defesa Civil: 199 | Polícia Militar: 190 

  • Agência Nacional de Saúde 0800-611997
  • Alô-Trabalho 0800-2850101
  • ANEEL 0800-7272010
  • Ministério dos Transportes 0800-610300
  • Banco Central 0800-992345
  • Caixa Econômica Federal 0800-5740101
  • Central Antiveneno 0800-2844343
  • Central de Transplantes 0800-8832323
  • Central Doação de Órgaos (71) 3356-6776
  • Central Estadual de Regulação Médica 0800-714000
  • Coelba - Ligue Luz 0800-710800
  • Correios 0800-5700100
  • Disque-Meio Ambiente 0800-711400
  • Embasa Saneamento 0800-555195
  • Ministério da Educação 0800-616161
  • Fome Zero 0800-7072003
  • Hemoba (71) 3357-0900
  • Ibama 0800-618080
  • INSS 0800-780191
  • Ministério da Fazenda 0800-7021111
  • Pró-Menor 0800-713020
  • Receitafone 0300-780300
  • SAC 0800-715353
  • SOS-Tortura 0800-7075551
  • Serviço Salvador Atende 156
  • TeleHansen 0800-262001
  • Aeroporto Internacional de Salvador (71) 3204-1010 / 1030

Mundo Ex-presidente francês Jacques Chirac morre aos 86 anos

26 de setembro de 2019, às 06:35

O ex-presidente da França Jacques Chirac morreu nesta quinta-feira (26) aos 86 anos. O anúncio do falecimento foi feito por seu genro, Frédéric Salat-Baroux, marido de Claude Chirac, e informado pela agência France Presse.

“Ele morreu cercado por familiares. Pacificamente”, disse Salat-Baroux. A Assembleia Nacional da França fez um minuto de silêncio após o anúncio.

Jacques Chirac foi prefeito de Paris por 18 anos consecutivos (de 1977 a 1995), primeiro-ministro em duas oportunidades e presidente do país europeu entre os anos de 1995 e 2007.

Durante seu mandato na Presidência, o país adotou o Euro, aboliu o serviço militar compulsório e diminuiu o mandato presidencial de sete para cinco anos. No campo da política externa, fez oposição à invasão do Iraque, em 2003, o que fez sua popularidade chegar a 90% no país.

Chirac sofreu um derrame em setembro de 2005, quando ainda era presidente francês. Desde então, a saúde do político francês fragilizou-se progressivamente.

Em 2014, sua esposa, Bernadette Chirac, disse que o marido sofria de “problemas de memória” e que não falaria mais em público. Eles se casaram em 1956 e tiveram duas filhas, além de terem adotado uma terceira.

A última vez que o ex-presidente da França apareceu em público foi em novembro de 2014, em um evento da Fundação Chirac ao Serviço da Paz.

Comentarios